Tia Eron atribui exoneração à "inoperância" de outras diretorias da pasta

Foto: Reprodução
Eronildes Vasconcelos Carvalho, ou Tia Eron (PRB), como é conhecida, divulgou uma nota na manhã deste sábado (4), onde confirmou a exoneração da Secretaria Nacional de Políticas para as Mulheres, do Ministério da Família, Mulher e Direitos Humanos (MMFDH), que tem como titular a ministra Damares Alves.

A informação inicial era de que Tia Eron tinha sido exonerada por falta de produtividade, em queixa feita por Damares, mas a ex-parlamentar baiana negou e rebateu as acusações. "As outras Diretorias comandadas por Lilian Nunes, Morgana Macena, a coordenadora Roberta Monzini, a assessora Crislane Pinto, o Assessor Lucas Carvalho e a Secretária Adjunta Roseane Carvalho de Freitas, não ofertaram resultado", alegou, por meio de nota.

Ela atribuiu sua demissão à "inoperância" de outras diretorias da pasta. A exoneração foi publicada no Diário Oficial da União. A possível baixa produtividade de Eronildes não é novidade. Quando esteve à frente da Secretaria Municipal de Promoção Social e Combate à Pobreza (SEMPS), o prefeito ACM Neto também manifestava insatisfação com sua gestão.

*Radar da Bahia
Tia Eron atribui exoneração à "inoperância" de outras diretorias da pasta Tia Eron atribui exoneração à "inoperância" de outras diretorias da pasta Reviewed by Portal NA on maio 04, 2019 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.