Sepromi diz que aguarda posicionamento da Caixa em caso de agressão em agência

Imagem: Reprodução / Vídeo Crispim Terral
A Secretaria de Promoção da Igualdade Racial da Bahia (Sepromi) cobrou posicionamento e providências da Caixa Econômica Federal no caso em que o empresário Crispim Terral, de 34 anos, acusa dois policiais militares e um gerente da e racismo após ter tido seu atendimento negligenciado e ter sido atingido com um “mata-leão” por um agente de segurança pública.

Por meio do Centro de Referência de Combate ao Racismo e à Intolerância Religiosa Nelson Mandela, a Sepromi informou que tem conhecimento do vídeo que circula nas redes sociais com imagens de abordagem a Crispim Terral e está trabalhando para fazer contato com os policiais.

A titular da pasta, Fabya Reis, disse que dará “toda atenção para o caso”. “Esperamos a devida apuração por parte dos organismos policiais, medida já anunciada pelo secretário da Secretaria de Segurança Pública, Maurício Barbosa”, disse. “Aguardamos o posicionamento e providência da Caixa Econômica Federal com relação à conduta do gerente da unidade”, completou.

O Centro de Referência Nelson Mandela é um equipamento vinculado à Rede Estadual de Combate ao Racismo e à Intolerância Religiosa.

Do BN
Sepromi diz que aguarda posicionamento da Caixa em caso de agressão em agência Sepromi diz que aguarda posicionamento da Caixa em caso de agressão em agência Reviewed by Portal NA on fevereiro 26, 2019 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.